Alunos visitam exposição ‘Galeria Reciclada na Alepe’

EDUCATIVO – As visitas das escolas à Alepe acontecerão durante todo o mês de junho. Fotos: Rebeca Alves

Resultado da Semana do Meio Ambiente 2024, a mostra ‘Galeria Reciclada na Alepe’ vem recebendo a visita de estudantes de diversas regiões do Estado. Realizada em parceria com a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), a exposição tem um teor educativo e apresenta peças criadas a partir de materiais reutilizáveis. Gratuita, a mostra está instalada no hall superior do edifício Miguel Arraes, e fica em cartaz até o dia 21 de junho.

Na última quinta (6), a exposição foi visitada por alunos da Escola Municipal Professora Sevy Rocha (Moreno), da  EREM José de Lima Júnior (Carpina) e da Escola Ministro Apolônio Sales (São Lourenço da Mata). As visitas têm o propósito de provocar discussões sobre a origem das obras e chamar a atenção para o consumo excessivo, a poluição ambiental e a adoção de novas formas de descartes de resíduos.

Reciclagem é uma arte

Júlio Gonçalves, funcionário mais antigo da Cepe e artista responsável pelo projeto da Galeria Reciclada, aborda uma temática essencial diante dos impactos da ação humana no planeta. Usando resíduos que inicialmente seriam descartados, Júlio transforma papel triturado, papelão, arame, madeirite, cola e rolos de fita durex em obras de arte de cores e tamanhos diversos – cada uma com características únicas.
Os estudantes assistiram a vídeos que mostram o processo de confecção das obras, onde o próprio artista demonstra a transformação dos resíduos nas esculturas e quadros coloridos.

Leoneide Rufino, que trabalha no apoio pedagógico da Escola Professora Sevy Rocha, destacou a importância que percebe nesse tipo de ação: “É necessário que eles criem essa conscientização sobre os cuidados que devemos ter com o meio ambiente, para que as gerações futuras possam aproveitar melhor. Vemos tantas desordens no mundo, que poderiam ser evitadas se nós tivéssemos essa consciência, então esses encontros são muito animadores.”

MEDIAÇÃO – Servidores da Alepe guiam a visita pela exposição 

A estudante Andreia Sofia não deixou de mostrar sua admiração pelas obras de arte e, acima de tudo, pelo projeto: “Estou achando a exposição muito interessante. Júlio, o artista, tem o senso de preservação do meio ambiente, e isso é muito produtivo, porque vai incentivar a gente a preservar nossa natureza.”

“Vemos essas problemáticas relacionadas ao meio ambiente na escola, como a questão da poluição e acúmulo de lixo. Somos um sistema integral, então eles passam o dia inteiro na escola, e é muito importante que entendam que o lixo pode ser renovado, reciclado, reutilizado de maneira certa, e ver ele ser usado assim, dessa forma artística, contempla a beleza do meio ambiente” reforçou Isabella Dantas, professora de projeto de vida e protagonismo juvenil no EREM José de Lima Júnior.

Aluna do Ensino Médio da EREM José de Lima Júnior, Clarice Ferreira interessou-se de imediato pela variedade apresentada na exposição, principalmente celebrando a mensagem das obras: “Estou achando incrível a exposição, a representação que o Júlio traz é muito importante. Mostra como podemos reutilizar esses materiais para fazer essas artes incríveis. Tudo muito colorido, representando muito a nossa cultura também”.

Serra Talhada recebe mais de 2.700 atendimentos do Alepe Cuida

SAÚDE E CIDADANIA – Os serviços foram oferecidos à população na sede do Sest/Senat, sediado no Bairro Vila Bela. Fotos: Danielly Gomes/Gabinete do Deputado Luciano Duque

Localizada no Sertão do Pajeú, a cidade de Serra Talhada sediou nesta semana mais uma edição do ‘Alepe Cuida’, programa itinerante da Assembleia Legislativa que leva serviços gratuitos de saúde e cidadania aos municípios pernambucanos. Dessa vez, 2.747 procedimentos foram realizados entre os dias 5 e 6 de junho (quarta e quinta), na sede do Serviço Social do Transporte e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte – Sest/Senat (Bairro Vila Bela).

A população serratalhadense teve acesso a consultas e exames médicos, nas áreas de odontologia, ginecologia, mastologia, oftalmologia, clínico geral, urologia e nutrição, além de mamografia e ultrassonografias (mama, endovaginal, abdômen total e tireoide).

Já na área de cidadania, foi possível ter emissão gratuita da primeira carteira de identidade, orientação jurídica e de defesa do consumidor e recreação infantil.

FILHO DA TERRA – De Serra Talhada, o parlamentar Luciano Duque prestigiou a realização do Alepe Cuida, na última quarta (5)

“O presidente da Alepe, Álvaro Porto (PSDB), o primeiro secretário, Gustavo Gouveia (Solidariedade), e todos os parceiros envolvidos no ‘Alepe Cuida’ estão de parabéns. Ações como essa demonstram a força da união em prol das pessoas”, disse o deputado Luciano Duque (Solidariedade), que marcou presença em Serra Talhada, na última quarta (5).

Os pequenos empreendedores da cidade também tiveram atenção especial, com serviços de orientação para regularizar suas empresas, obtenção de microcréditos e exposição de novos produtos. Além disso, foram oferecidos serviços como massagem, ventosaterapia, corte de cabelo, manicure e design de sobrancelhas.

CUIDADO COMPLETO – Ações de bem-estar, como aplicação de ventosa, também fazem parte da oferta de serviços do ‘Alepe Cuida’

“Ao circularmos por diversas regiões do Estado, a nossa intenção é se aproximar mais do povo pernambucano e, a partir de ações de bem-estar, saúde e cidadania, fortalecer a presença do Poder Legislativo nesses territórios”, afirmou o superintendente de Saúde e Medicina Ocupacional da Alepe (SSMO), Wildy Ferreira.

COLABORAÇÃO – O Banco do Nordeste foi um dos parceiros da ação em Serra Talhada

Cabe à SSMO articular e organizar o ‘Alepe Cuida’ junto às cidades e aos parceiros institucionais. Nesta edição do Sertão, participaram entidades como o Banco do Nordeste, Sebrae-PE, Sest/Senat, Conselho Regional Odontologia Pernambuco (CRO-PE), Fundação Altino Ventura (FAV), Instituto Tavares Buril, Defensoria Pública, Procon-PE e Sesc/Senac.

A professora Aparecida Silva, 53 anos, falou da experiência de ter participado do ‘Alepe Acolhe’. “Essa iniciativa da Assembleia Legislativa é de fundamental importância, pois traz algumas especialidades médicas e exames que nem sempre estão disponíveis em nosso município. O atendimento foi excelente”, relatou.

Em nota, o deputado Doriel Barros (PT) afirmou que “a presença da iniciativa em Serra Talhada demonstra a efetividade do nosso trabalho, enquanto parlamentar na vida das pessoas”. “Vários serratalhadenses utilizaram serviços de nutrição, odontologia e ginecologia durante os dias de ação na cidade”, completou Barros.

 

Assembleia lança nova edição da Campanha Imuniza Alepe

IMUNIZAÇÃO – A vacinação acontecerá no hall do do Anexo I da Assembleia Legislativa, das 9h às 15h. Foto: Paulo André

A Campanha Imuniza Alepe será retomada nos próximos dias 11, 12 e 13 de junho (terça, quarta e quinta). Voltada aos colaboradores do Legislativo Estadual, esta edição oferecerá vacinas contra gripe, Influenza e Covid Monovalente XBB. A ação, que conta com a parceria da Secretaria de Saúde do Recife, acontecerá no hall do Anexo I da Alepe, no horário das 9h às 15h.

A proteção contra gripe e influenza é aberta a todos os públicos. Já a vacina contra a Covid será direcionada para grupos prioritários, como pessoas com mais de 60 anos, gestantes, pessoas com deficiência permanente e trabalhadores da área de saúde. No dia 11, o imunizante também estará disponível para crianças menores de cinco anos.

Para agilizar o serviço, a  Superintendência de Saúde e Medicina Ocupacional (SSMO) recomenda que os usuários apresentem documento de identificação, carteira de vacinação e o cartão SUS (os dois últimos não são obrigatórios).

Exposição ‘Galeria Reciclada na Alepe’ é inaugurada

VERNISSAGE – A mostra conta com as peças do artista pernambucano Júlio Gonçalves. Foto: Nando Chiappetta

Dando continuidade à programação da Semana do Meio Ambiente 2024, a Assembleia Legislativa inaugurou, nesta quarta (5), a mostra Galeria Reciclada na Alepe. Fruto de uma parceria com a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), a exposição foi criada por Júlio Gonçalves, funcionário mais antigo da Cepe, a partir de materiais reutilizáveis.

Fragmentos de papel, madeira, resíduos gráficos e papelão tomam um novo significado nas obras de Júlio. Por meio de uma mescla de diferentes técnicas, o artista transforma resíduos produzidos no parque gráfico da Cepe em obras artesanais. Com um teor educativo, a iniciativa busca chamar a atenção para o consumo excessivo, poluição ambiental e a implementação de novas formas de descarte de resíduos, por meio de esculturas, painéis e peças utilitárias.

VISITAÇÃO GRATUITA – A mostra fica em cartaz até o final de junho. Foto: Giovanni Costa

Júlio vinha desenvolvendo o projeto paralelamente às outras funções exercidas na Cepe e, por isso, destacou a importância de ver a exposição tomar novas proporções, principalmente diante de sua temática: “Sinto-me realizado de ver minhas peças aqui na Alepe. Porque a proposta é falar de sustentabilidade e política ambiental, transformando esses resíduos sólidos do parque gráfico em obras de arte. Ocupar um espaço como esse é muito importante”, disse o artista.

LANÇAMENTO – O superintendente Isaltino Nascimento e o deputado Doriel Barros participaram da abertura da exposição. Foto: Nando Chiappetta

Durante a abertura, o deputado Doriel Barros (PT) destacou a relevância da mostra para a missão institucional da Casa Legislativa. “Na Alepe, temos um compromisso com a sustentabilidade e o meio ambiente. Alinhada a esse propósito, a exposição reforça o talento e a inteligência dos artistas pernambucanos, que possuem uma capacidade enorme de inovar e transformar”, afirmou o parlamentar que é membro da Comissão de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Proteção Animal.

Já o superintendente-geral da Alepe, Isaltino Nascimento, ressaltou a parceria com a Cepe e a possibilidade de apresentar à população um novo olhar sobre materiais reutilizáveis. “Agredecemos a parceria com a Companhia Editora de Pernambuco que gentilmente nos permitiu trazer essa exposição para Assembleia Legislativa. A ideia aqui é mostrar que não existe o conceito de lixo. Tudo aquilo que o homem produz e é descartado, pode ser reaproveitado. Júlio Gonçalves é um artista plástico que traz para reciclagem de materiais uma alternativa bem interessante”, frisou o gestor.

A mostra está em cartaz até o próximo dia 21 de junho, no hall superior do Edifício Miguel Arraes. As visitas são gratuitas.

Palestra

Após a abertura da exposição Galeria Reciclada na Alepe, alunos de diversas instituições de ensino pernambucanas participaram da palestra “Desertificação em Pernambuco: Desafios e Enfrentamentos”, no auditório Sérgio Guerra, realizada pela Comissão de Meio Ambiente.

DEBATE – O parlamentar Diogo Moraes presidiu a mesa que discutiu a desertificação em Pernambuco. Foto: Nando Chiappetta

Dentre os palestrantes, estavam a coordenadora do Centro de Estudos em Dinâmicas Sociais e Territoriais (Cedist), ligada à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), Edneida Cavalcanti; o professor do Departamento de Ciências Geográficas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Daniel Lira; a veterinária e ativista da ONG ReciclaPET, Ana Woortmann; e a presidente da Associação dos Especialistas em Meio Ambiente de Pernambuco (Aema/PE), também servidora do Ibama, Mariana Momesso.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL – Alunos de diversas instituições de ensino acompanharam o debate no Auditório Sérgio Guerra. Foto: Nando Chiappetta

O deputado Diogo Moraes (PSB), que presidiu a mesa, falou da presença de tantos estudantes na plateia. “Devemos promover o diálogo e a cooperação entre os diversos atores sociais envolvidos nessa luta, investindo na educação ambiental e na capacitação técnica. Não podemos mais adiar esse enfrentamento, o futuro do Nordeste está em nossas mãos. É nossa responsabilidade agir com determinação e coragem para garantir que as gerações futuras possam desfrutar das maravilhas e oportunidades que essa terra tão generosa tem a nos oferecer”, disse Moraes.

A pesquisadora Edneida Cavalcanti apresentou os conceitos da desertificação. Além disso, abordou os impactos do desmatamento nas regiões brasileiras e da urgência para cuidar dos biomas brasileiros. Em seguida, o geógrafo Daniel Lira discutiu os impactos da desertificação e as condições climáticas.

Por fim, a ativista Ana Woortmann e a servidora do Ibama Mariana Momesso destacaram o que tem sido feito para preservação do meio ambiente, diante do processo de desertificação. “Todas as fiscalizações, projetos contra o desmatamento e o recolhimento de animais silvestres em situação de risco são realizados com o objetivo de resguardar o atual e o futuro do meio ambiente”, ressaltou Momesso.

Alepe inicia a Semana do Meio Ambiente

EDUCAÇÃO AMBIENTAL – Vizinho à Alepe, o Ginásio Pernambucano sediou o primeiro dia de atividades da Semana do Meio Ambiente. Fotos: Roberta Guimarães

A Assembleia Legislativa deu início à programação da Semana do Meio Ambiente 2024, nesta segunda (3). Sob o tema ‘Restauração da Terra: Combatendo a Desertificação e Fortalecendo a Resiliência à Seca’, o evento segue até a próxima sexta (7), com uma série de palestras, audiências públicas e visitas técnicas, além da inauguração da exposição Galeria Reciclada, feita em parceria com a Cepe. As ações são coordenadas pela Comissão de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Proteção Animal da Alepe.

A abertura do evento foi marcada pela palestra ‘Escolas pela Justiça Climática’, ministrada pela professora Thaynah Leal (ETE Maximiano Campos) no auditório do Ginásio Pernambucano (GP), instituição de ensino vizinha à Alepe.

No encontro, alunos e professores puderam discutir iniciativas que as escolas podem adotar para enfrentar os desafios das mudanças climáticas e de que maneira a comunidade escolar pode protagonizar a luta pela promoção da justiça climática.

“A escola é um lugar estratégico para debater com a juventude sobre o mundo em que vivem e viverão. É um espaço para gerar reflexões e soluções. Com isso em mente, trouxemos para palestra algumas estratégias para mitigar os efeitos dos eventos climáticos extremos”, disse a professora Thaynah Leal.

ENCONTRO – Alunos e professores debateram os efeitos da crise climática nas grandes cidades

Com a participação de vários alunos do ensino médio, o debate marcou também o lançamento do projeto de Conscientização Socioambiental do GP, que prevê a criação de uma horta comunitária, campanhas de reciclagem, palestras sobre o uso eficiente de recursos naturais e um concurso de ideias para ampliar as ações ecológicas da escola.

Aluno do 3º ano do Ginásio Pernambucano, Carlos Paz assistiu à palestra e falou sobre a necessidade das pessoas se informarem mais a respeito dos desastres climáticos. “Se cada um fizer o seu papel, já ajuda. Limitar o gasto de água no seu dia a dia, lembrar de apagar as luzes e buscar se empenhar em causas que protejam o meio ambiente”, destacou.

Programação

Ancoradas no selo Alepe Sustentável, Solidária e Inclusiva, as atividades da Semana do Meio Ambiente seguem até sexta (7). Veja aqui as ações programadas.

Serra Talhada recebe a caravana de serviços do Alepe Cuida

Ação de assistência à população pernambucana, o programa ‘Alepe Cuida’ chega ao município de Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, nos dias 5 e 6 de junho (quarta e quinta), com a oferta de serviços gratuitos de saúde e cidadania. A ação contará com consultas médicas especializadas, exames complementares e atividades educativas.

A iniciativa é realizada em parceria com o Banco do Nordeste (BNB), Sesc-PE, Senac-PE, Sebrae-PE, Conselho Regional de Odontologia, Instituto Tavares Buril, Procon, Fundação Altino Ventura, Defensoria Pública de Pernambuco e SEST/SENAT.

O agendamento das consultas e serviços pode ser feito pelos telefones: (81) 3183-2424 e (81) 3183-2026. Também serão oferecidas atividades sem necessidade de marcação prévia.

Os atendimentos serão realizados na sede do SEST-SENAT (Av. Argemiro Pereira de Meneses – Serra Talhada/PE), e ocorrerão nos horários de 9h às 12h e 13h às 16h.

Veja abaixo a lista de serviços oferecidos:

Agendamento prévio:

– Odontologia
– Mamografia
– Ultrassonografia
– Oftalmologia
– Ginecologia
– Mastologia
– Urologia
– Clínico geral
– Nutricionista

Demanda espontânea:

– Vacinação
– Sinais vitais
– Massagem
– Ventosaterapia
– Consultório de HPV
– Orientação de vigilância em saúde
– Casa do empreendedor e da empreendedora (BNB, Sebrae, Procon)
– Emissão de RG (Instituto Tavares Buril)

Alepe Cuida

O programa leva serviços gratuitos de saúde e cidadania para diversas cidades do Estado. Capitaneada pela Superintendência de Saúde e Medicina Ocupacional (SSMO), a iniciativa é fruto da campanha Juntos Nós Cuidamos, que marcou o Outubro Rosa e o Novembro Azul, em 2023, com a oferta de três mil atendimentos gratuitos na sede da Alepe, no Recife.

Por meio do programa itinerante de saúde e bem-estar social, a população tem acesso a consultas médicas especializadas e odontológicas, exames complementares, emissão de RG, palestras, atividades educativas, além de ações de autocuidado e promoção da cidadania.

Alepe realiza 300 atendimentos no mutirão de combate ao glaucoma

MAIO VERDE NA ALEPE – O mutirão foi feito em parceria com a Fundação Altino Ventura, ao longo de três dias. Foto: Nando Chiappetta

A Alepe promoveu nesta semana um mutirão de combate e prevenção ao glaucoma. Gratuita, a iniciativa contabilizou 300 atendimentos à população pernambucana, dentre consultas, exames oftalmológicos e encaminhamentos ao tratamento. A ação, feita em parceria com a Fundação Altino Ventura (FAV), soma-se aos esforços da campanha do Maio Verde, que visa aumentar a conscientização sobre a doença ocular, tida como a maior causa de cegueira irreversível do mundo.

INTERVENÇÃO MÉDICA – Responsável por coordenar a ação, por meio da Superintendência de Saúde da Alepe, Wildy Ferreira destacou que a iniciativa teve como novidade o encaminhamento dos pacientes ao tratamento, após os exames. Foto: Amaro Lima

“Ao decorrer do ano, a Assembleia Legislativa tem realizado uma série de campanhas na área da saúde. Dessa vez, além das consultas e dos exames, encaminhamos os pacientes para FAV, entidade responsável pelo tratamento da doença, após avaliação e identificação médica durante o mutirão”, disse o superintendente de Saúde e Medicina Ocupacional (SSMO), Wildy Ferreira, que coordenou a ação.

Ao longo de três dias, foram oferecidas gratuitamente consultas oftalmológicas com foco no glaucoma, exames como avaliação de acuidade (teste da capacidade visual), refração completa (para saber grau), exame de movimentos oculares (avaliação do alinhamento dos olhos), tonômetro de sopro (para medir a pressão do olho), dentre outros.

PREVENÇÃO – Valmir Leandro falou da importância da rotina das consultas para o tratamento do glaucoma. Foto: Roberta Guimarães

“É muito bom contar com uma equipe como essa para realizar tantos procedimentos oculares. Já venho fazendo um acompanhamento na FAV, instituição que nos ajuda a acompanhar a evolução ou regressão do glaucoma”, disse o professor Valmir Leandro.

ATENÇÃO À SAÚDE – Mauricélia Lima foi uma das pacientes atendidas no mutirão promovido pela Alepe. Foto: Roberta Guimarães

“Esses mutirões chamam atenção para cuidarmos da nossa saúde e, em especial, termos mais cautela em relação à visão”, afirmou a doméstica Mauricélia Lima.

Cegueira

O glaucoma é uma doença silenciosa e sem cura que não apresenta sintomas de forma precoce. Dados da Sociedade Brasileira de Glaucoma revelam que cerca de 1,5 milhão de pessoas têm a doença no Brasil. Os oftalmologistas alertam que a enfermidade é a principal causa de cegueira e deficiência visual irreversível, sendo fundamental a necessidade de um diagnóstico precoce para retardar o avanço da doença.

VISITA AO MUTIRÃO – Os médicos oftalmologistas Rinalda Vaz e Hellmann Cavalcanti acompanharam as ações do Maio Verde na Alepe. Foto: Nando Chiappetta

“O número de pessoas afetadas tende aumentar cada vez mais, devido ao envelhecimento da população. Diante disso, é essencial esse tipo de ação promovida pela Alepe, já que nessas ocasiões podemos explicar aos pacientes e trazer essa conscientização sobre essa enfermidade ocular”, declarou o médico oftalmologia Hellmann Cavalcanti, representante da Sociedade Brasileira de Glaucoma.

Integrante do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, a doutora Rinalva Vaz destacou que “a mensagem mais importante desse tipo de ação é chamar a atenção para essa doença assintomática e progressiva”. “Quanto mais informações a população tiver, mais fácil será a detecção e tratamento do glaucoma”, ressaltou Vaz.

Obra “Por favor, cuide da Mamãe” é tema do Clube de Leitura

ENCONTROS – O grupo reúne-se mensalmente na Biblioteca da Alepe para debater e trocar impressões sobre obras literárias. Fotos: Nando Chiappeta

A edição de maio do Clube de Leitura da Alepe discutiu sobre a obra Por favor, cuide da Mamãe, escrita pela autora sul-coreana Shin Kyung-Sook. O encontro aconteceu nesta quarta (29), na Biblioteca da Assembleia Legislativa. Servidores e demais colaboradores da Casa reuniram-se numa roda de debates e apresentaram diferentes perspectivas sobre a obra, compartilhando suas vivências de leitura.

Enredo

Park So-nyo, 69 anos, mãe de cinco filhos, desapareceu, deixada para trás em meio à multidão. Numa plataforma da estação de metrô, o marido simplesmente supôs que a esposa o seguia, como fizera a vida toda, e essa é a última vez em que Park é vista. Começa então uma narrativa repleta de descobertas e definida por uma exploração emocional das relações que teciam essa família, escancarando a descoberta de uma mulher que ninguém nunca conheceu. Narrado pelas vozes de uma filha, de um filho, do marido e da própria mulher desaparecida, Por favor, cuide da Mamãe é uma história universal sobre família e amor, mas também um retrato de arrependimentos e remorsos.

Shin Kyung-Soo vendeu mais de 1,5 milhões de cópias de sua obra, sendo uma das escritoras mais lidas e aclamadas da Coréia do Sul. Com sensibilidade, Shin delineou uma narrativa cativante e de fato tocante. “É um livro nostálgico, triste. Brilhantemente narrado, traz uma reflexão sobre o amor e zelo que devemos ter pelas pessoas ao nosso redor. Uma lição sobre como tratamos outras vidas”, opinou Miriam Vidal, funcionária da Biblioteca.

Projeto

O Clube de Leitura da Alepe foi fundado em 2018 e, desde então, abre suas portas, todas as últimas quintas-feiras de cada mês, para os interessados em literatura. Colaboradores do Legislativo Estadual e o público em geral podem participar da atividade, que acontece na Biblioteca da Alepe, localizada na Rua da União, 397, no hall do Anexo I.

Ao final da conversa, o grupo anuncia uma nova obra para ser lida e discutida no mês seguinte. O próximo livro a ser debatido é A cabeça do santo, da autora cearense Socorro Acioli.

Exposição, palestras, visitas técnicas integram programação da Semana do Meio Ambiente

A Alepe realiza, entre os dias 3 e 7 de junho (segunda e sexta), a Semana do Meio Ambiente. A iniciativa desenvolve ações e articula políticas públicas voltadas à sustentabilidade e responsabilidade ambiental no Estado.

Entre as atividades previstas, estão uma audiência pública; a inauguração de uma nova exposição; e visitas técnicas às cidades de Petrolina e Serra Talhada, ambas localizadas no Sertão.

As ações são coordenadas pela Comissão Parlamentar de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Proteção Animal, presidida pelo deputado Romero Sales Filho (União), e compõem as iniciativas ancoradas no selo Alepe Sustentável, Solidária e Inclusiva.

Programação

A primeira atividade começa na segunda (3), às 8h30, com a abertura do projeto de Conscientização Socioambiental do Ginásio Pernambucano, vizinho à Alepe. Comandada pela professora Thaynah Leal, a iniciativa prevê a criação de uma horta comunitária, campanhas de reciclagem, palestras sobre o uso eficiente de recursos naturais e um concurso de ideias para reduzir a pegada ecológica da escola.

Na terça (4), às 10h, a Comissão de Meio Ambiente promove, no Auditório Sérgio Guerra, uma audiência pública para discutir os impactos das mudanças climáticas no Estado. Solicitada pela deputada Rosa Amorim (PT), a atividade vai contar com a participação de especialistas em climatologia, representantes de organizações ambientais, autoridades governamentais e membros da sociedade civil.

Já na quarta (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, haverá duas atividades. Às 9h, será inaugurada a exposição Galeria Reciclada na Alepe, no hall superior do Edifício Miguel Arraes. Feita em parceria com a Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), a mostra reúne peças do artista plástico Júlio Gonçalves, a partir de materiais reutilizáveis.

A palestra “Desertificação em Pernambuco: desafios e enfrentamentos” também acontece na quarta (5), a partir das 10h, no Auditório Sérgio Guerra. Estarão presentes especialistas em meio ambiente, climatologia e gestão de recursos naturais para discutir as causas, consequências e estratégias de enfrentamento da desertificação.

Por fim, na quinta (6) e na sexta (7), estão programadas duas visitas técnicas da Comissão de Meio Ambiente aos municípios de Petrolina e Serra Talhada. Na primeira cidade, parlamentares e membros da Codevasf vão discutir sobre as medidas para combater o desmatamento e a desertificação, especialmente no semiárido pernambucano.

Em Serra Talhada, deputados visitarão a sede do Instituto Serra Grande, órgão que tem como missão a recuperação de áreas desmatadas da Caatinga e implementação de projetos de reflorestamento.

Serviço

Abertura do projeto Conscientização Socioambiental
Quando: 3 de junho, às 8h30
Onde: Ginásio Pernambucano

Audiência pública: Impactos das mudanças climáticas
Quando: 4 de junho, às 10h
Onde: Auditório Sérgio Guerra

Lançamento da exposição ‘Galeria Reciclada na Alepe’
Quando: 5 de junho, às 9h
Onde: Hall superior do Edifício Miguel Arraes

Palestra: Desertificação em Pernambuco
Quando: 5 de junho, às 10h
Onde: Auditório Sérgio Guerra

Visita técnica às cidades de Petrolina e Serra Talhada
Quando: 6 e 7 de junho

Alepe promove mutirão de combate e prevenção ao glaucoma

ATENDIMENTO GRATUITO – Com 300 vagas, o mutirão segue até a próxima quarta (29). Fotos: Roberta Guimarães

O Poder Legislativo Estadual deu início, nesta segunda (27), ao mutirão de combate e prevenção ao glaucoma. Feita em parceria com a Fundação Altino Ventura (FAV), a ação integra o ‘Maio Verde da Alepe’, campanha que marca o Dia Nacional de Combate à Cegueira pelo Glaucoma, celebrado anualmente em 26/5.

Até a próxima quarta (29), serão realizados 300 atendimentos em frente à sede da Assembleia Legislativa, entre consultas, exames oftalmológicos e encaminhamento para tratamento do glaucoma. A iniciativa é voltada aos servidores da Casa Joaquim Nabuco e público em geral, que puderam realizar agendamento prévio na semana passada. Poderão se consultar pessoas a partir dos 12 anos, diabéticos, hipertensos, com miopia elevada, glaucoma em família e/ou suspeita da doença.

PARCERIA – Segundo Wildy Ferreira, a intenção do projeto é encaminhar as pessoas para o tratamento. Foto: Amaro Lima

“Ao decorrer do ano, a Alepe tem realizado uma série de campanhas na área da saúde. Em parceria com a Fundação Altino Ventura, dessa vez a nossa intenção é, além das consultas e dos exames, encaminhar as pessoas para o tratamento”, disse o superintendente de Saúde e Medicina Ocupacional (SSMO), Wildy Ferreira, que coordena a ação.

PREVENÇÃO – As consultas e os exames estão sendo realizados no hall do Edifício Miguel Arraes

“Neste Maio Verde, é importante destacar que o glaucoma é, apesar de causar alguns sintomas, inicialmente uma doença silenciosa. Precisamos sempre ficar investigando as alterações que dão em nossa visão, principalmente nos pacientes que têm um histórico familiar de cegueira. A triagem é fundamental nesse processo de diagnóstico”, enfatizou o médico oftalmologista Vitor Figueiredo.

Serão disponibilizados gratuitamente consultas oftalmológicas com foco no glaucoma, exames como avaliação de acuidade (teste da capacidade visual), refração completa (para saber grau), exame de movimentos oculares (avaliação do alinhamento dos olhos), tonômetro de sopro (para medir a pressão do olho), dentre outros.

AUTOCUIDADO – Davi Ferreira falou da importância de cuidar da saúde e do diagnóstico precoce

Estudante, Davi Ferreira foi atendido pelos profissionais da FAV. Com 21 anos, ele falou sobre a iniciativa da Alepe. “O glaucoma é uma enfermidade muito séria. Essa ação do Poder Legislativo é muito importante, pois ajuda as pessoas na prevenção. Quanto mais rápido o problema for detectado, mais eficaz será o tratamento”, ressaltou.

CONSULTA EM DIA – Maria Márcia foi uma das pacientes atendidas no primeiro dia de mutirão

Já a aposentada Maria Márcia, de 68 anos, parabenizou o mutirão. “Todas essas consultas e exames demonstram uma preocupação com a população pernambucana. Um órgão público que se interessa pela saúde do povo. Espero que esses mutirões sejam constantes”, destacou Maria.

Cegueira

O glaucoma é uma doença silenciosa e sem cura que não apresenta sintomas de forma precoce. Dados da Sociedade Brasileira de Glaucoma revelam que cerca de 1,5 milhão de pessoas têm a doença no Brasil. Os oftalmologistas alertam que a enfermidade é a principal causa de cegueira e deficiência visual irreversível, sendo fundamental a necessidade de um diagnóstico precoce para retardar o avanço da doença.

Na avaliação do presidente da Alepe, deputado Álvaro Porto (PSDB), o diagnóstico precoce é essencial para evitar a perda da visão e o surgimento de outras doenças. “Nossa preocupação em promover a saúde e bem-estar da população pernambucana tem sido constante. Por isso, o mutirão de combate ao glaucoma entra no calendário de atividades da Casa, oferecendo de forma gratuita exames, diagnósticos, encaminhamentos para tratamento e informações sobre prevenção e cuidados com a visão”, afirmou Porto.

Para o primeiro secretário da Alepe, deputado Gustavo Gouveia (Solidariedade), o mutirão é importante para alertar a população sobre a importância das consultas e exames. “Nem todo mundo tem acesso aos serviços necessários para identificar e cuidar do glaucoma. A Alepe fará esse atendimento gratuitamente à população”, enfatizou.